Manter um bom gerenciamento do fluxo de caixa pode ser um grande desafio em tempos de crise, já que o faturamento é prejudicado e a previsibilidade de lucro também é afetada.

Nesse sentido, uma gestão estratégica é fundamental para que os negócios consigam um certo fôlego e, assim, fazer com que os impactos da crise econômica não sejam tão avassaladores.

Pensando nisso, separamos 7 dicas para ajudar a melhorar a gestão do fluxo de caixa e otimizar os resultados das empresas nesse momento de pandemia da Covid-19. Confira!

1. Convoque um comitê de ação

A primeira estratégia para melhorar a gestão do fluxo de caixa das empresas é montar um comitê de ação para analisar o cenário atual do mercado e a situação do seu negócio. 

Com esse comitê, composto por especialistas em finanças e negócios, é possível trazer informações relevantes sobre o operacional da empresa.

Se você é uma micro ou pequena empresa troque o comitê por um apoio de seu contador ou um consultor e confiança numa análise dos pontos cruciais.

2. Tome decisões de forma rápida e eficiente

A segunda dica para otimizar o gerenciamento do fluxo de caixa é a rápida tomada de decisão, indispensável para adaptar-se ao cenário atual.

Neste caso, podemos citar como exemplo a criação de promoções logo no início do isolamento social para gerar faturamento e a negociação com fornecedores para melhorar prazos e condições de pagamento.

3. Reduza gastos desnecessários

Em relação às estratégias operacionais, em tempos de crise não tem como não falar em redução de gastos. Nesse caso, é crucial analisar todos os pontos da empresa que tenham gastos desnecessários.

Para isso, verifique:

  • Redução de despesas administrativas;
  • Eliminação de custos desnecessários;
  • Priorização de despesas fixas.

4. Calcule a projeção do impacto

Para conseguir manter o fluxo de caixa saudável, é importante também elaborar um planejamento financeiro, considerando uma projeção para, pelos menos, os próximos três meses.

Assim, identifique as receitas e despesas de todas as linhas do caixa – sejam elas operacionais (relacionadas às entradas e saídas), de investimento (entradas e saídas de recursos) ou financiamento (atividades que ajudam nas operações da empresa, como antecipação de recebíveis, debêntures, empréstimos, pagamento de dívidas, juros etc).

Dessa forma, você poderá adotar as medidas estratégicas mais acertadas para a realidade do seu negócio.

5. Selecione KPIs estratégicos

Para tornar suas decisões ainda mais estratégicas, uma dica é selecionar os indicadores que mais fazem sentido no momento. 

Por exemplo, o burn rate – que mostra a possibilidade do seu caixa entrar no vermelho – ou meses de dinheiro restantes – que mostra o tempo de sobrevivência financeira da sua empresa.

6. Busque por opções de crédito

Já no plano das estratégias de financiamento, você pode recorrer a novas opções de crédito para ajudar no capital de giro. 

O Nix Capital, por exemplo, é um serviço para  Credit as a Service, que aproxima o crédito de acordo com o porte da empresa, seu caixa e suas necessidades específicas.

7. Conte com um ecossistema financeiro

Por fim, como estratégia de investimento, a dica é apostar em um ecossistema financeiro. Com uma solução financeira digital, você tem maior controle do fluxo de caixa e mais agilidade para tomar as medidas necessárias durante a pandemia, podendo, assim, recuperar suas finanças pensando já na retomada da economia.

E então, está pronto para otimizar a gestão do fluxo de caixa da sua empresa e sair mais forte desta crise? Clique aqui e saiba mais sobre como o Nix pode te ajudar nesse momento!

Recomendados para você

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.