Bancos e Fintechs se atualizam para transformar o sistema financeiro do país

O setor financeiro está em plena transformação. A emergência de novas tecnologias vem contribuindo com o surgimento de inovações nas formas de fazer transações bancárias, pagamentos e até investimentos, oferecendo mais opções de escolha ao consumidor e aumentando seu poder de decisão. O amadurecimento de tal cenário é fruto de uma série de inovações vistas entre os players já consolidados no mercado, como os bancos e as grandes instituições financeiras, e as fintechs – empresas que oferecem os serviços tradicionais por meio de plataformas digitais e que vêm expandindo sua atuação no país.

Um levantamento recente do FintechLab mostrou que o Brasil conta atualmente com cerca de 250 fintechs ativas. O segmento de meios de pagamentos é o mais representativo: 32% das empresas atuam com soluções para esta área, o que demonstra que há muito espaço para a inovação neste mercado. Há ainda companhias que oferecem serviços nas áreas de gestão financeira (18%), empréstimos (13%), investimentos (8%), funding (7%), seguros (6%), negociação de dívidas (5%), cryptocurrencies e DLTs (5%), câmbio (4%) e multiserviços (2%). Uma cifra relevante neste contexto é o valor total do investimento nas fintechs no país: mais de R$1 bilhão acumulado nos últimos anos.

Com o avanço destas iniciativas, é natural que os órgãos reguladores, personagens centrais de todo o sistema, movimentem-se para garantir a saúde do setor e a competitividade entre seus membros. O Banco Central, por exemplo, já instaurou uma equipe focada em desenvolver estudos e pesquisas sobre as novas tecnologias que geram impacto no Sistema Financeiro Nacional e no Sistema de Pagamentos Brasileiro, com o objetivo de avaliar como seu funcionamento pode ser impactado e, com isso, poder se preparar para as eventuais transformações que estão por vir.

O fortalecimento de todo este ecossistema pode trazer benefícios tanto para o consumidor quanto para a economia do país. Afinal, muito mais do que oferecer uma gama maior de produtos e serviços, a consolidação do setor demonstra que o Brasil está aberto para receber empreendedores dispostos a inovar e empresas internacionais que buscam oportunidades para investir. Ainda há muito para acontecer, por isso é bom ficar de olho.

Soluções Financeiras, Tecnologia e inovação 0 Comments

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
avatar

wpDiscuz