Cheque em MPEs: ao usar, o que deve ser considerado?

De acordo com dados de pesquisa realizada pela Boa Vista SCPC, somente no mês de agosto de 2014, mais de 1,2 mi de cheques foram devolvidos por insuficiência de fundos. Esse volume representa um problema constante no mercado: a falta de segurança desse meio de pagamento. Por isso, separamos nesse post algumas questões a considerar quando for necessário trabalhar com cheque em MPEs.

Valor

Ficar atento ao valor do cheque é uma das medidas que ajuda no controle financeiro dos estabelecimentos. Aceitar um cheque de valor mais baixo não evita a fraude, mas diminui o tamanho do problema.

Segurança

O principal problema em aceitar cheque em MPEs é o risco do cheque não ter fundo. Diferente das transações com cartão de crédito ou débito, o pagamento com cheque não passa por uma aprovação. E isso aumenta as chances do estabelecimento ter problemas futuros.

Para tentar evitar esse impasse, uma das opções é possuir um sistema de cadastro integrado ao sistema de Serviço de Proteção ao Crédito (SPC). Com ele, é possível consultar as informações de consumidores e verificar se ele já não tem nenhuma dívida em aberto.

Cadastro

Outra medida que as empresas podem implantar para diminuir os problemas com a aceitação de cheque em MPEs é realizar o cadastro dos clientes que forem utilizar essa forma de pagamento. É importante anotar dados como nome completo, CPF, endereço e telefone para que seja possível procurar a pessoa caso ocorram eventuais problemas.

Pagamento eletrônico

Para diminuir o uso de cheques é fundamental também oferecer outras opções para os clientes. Um exemplo é o pagamento eletrônico. Essa forma de pagamento é uma das mais seguras do mercado, além de proporcionar mobilidade para a empresa autorizar pagamentos a qualquer hora e qualquer lugar.

Vale lembrar que para as pequenas e médias empresas, utilizar soluções de pagamento também facilita a gestão financeira. Isto porque essas ferramentas geram relatórios e permitem conciliar notas fiscais com títulos a serem pagos e outras formas de pagamento.

Complicações com cheque em MPEs

As complicações se tornam mais sérias quando falamos de cheques sem fundo em pequenas e médias empresas. É que o capital de giro dessas empresas é menor e, de forma geral, é necessário mais tempo para se recuperar de problema financeiro. Por isso, é importante que os gerentes fiquem atentos a esse tipo de pagamento. E, se for possível, não aceite cheque em MPEs.

Ficou com alguma dúvida? Compartilhe nos comentários abaixo.

Meios Eletrônicos de Pagamento, Micro e pequeno Negócios, Soluções Financeiras , , 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *