A antecipação de recebíveis é hoje uma das estratégias mais utilizadas do modelo de crédito no país. Esta é uma forma do mercado se rentabilizar e as empresas colaborarem umas às outras, fortalecendo o fluxo de caixa.

Uma opção muito importante em época de crises econômicas, como a que passamos com a pandemia da Covid-19.

O risco sacado é a modalidade mais comum de antecipação de recebíveis. Trata-se da antecipação de títulos ou notas aos fornecedores, um valor que ele iria receber futuramente.

Nesse processo, uma fonte financiadora dispõe do capital, a fim de atender essa necessidade do fornecedor em um prazo menor.

Os benefícios da antecipação de recebíveis e risco sacado são variados para ambas as partes da negociação. É uma operação ganha a ganha e sem riscos, mas que como qualquer estratégia, deve ser analisada e pensada de acordo com a saúde financeira do seu negócio.

O fortalecimento de vínculos com fornecedores é um dos benefícios da antecipação de recebíveis. Estreitar este relacionamento é importante, porque são parte fundamental de qualquer negócio.

O bom relacionamento com a cadeia de valor é um diferencial competitivo perante a concorrência, ponto chave para otimizar a rentabilidade da empresa.

Nesse artigo, vamos compreender melhor a estrutura do mercado de antecipação de recebíveis no Brasil e as vantagens do risco sacado para relacionamentos estratégicos com fornecedores.

O panorama de antecipação de recebíveis no Brasil

A antecipação de recebíveis se tornou bastante popular nos últimos dez anos. De acordo com dados do Banco Central, em 2019 já havia se tornado uma das modalidades de crédito mais difundidas no Brasil.

Nesse sentido, a antecipação trata-se de um modelo de crédito que auxilia muitas empresas que precisam de recursos para o fluxo de caixa. Essa linha de crédito consiste em antecipar pagamentos de valores que uma dada empresa (fornecedor) teria a receber no futuro para o presente.

Bastante semelhante a um empréstimo, mas neste caso o valor é antecipado pela empresa parceira. A operação se tornou atrativa por conseguir manter taxas mais baixas, garantir menos burocracia e mais agilidade na obtenção do crédito.

Sendo assim, uma excelente estratégia para evitar gargalos e manter o negócio em crescimento. No entanto, o cenário nem sempre foi esse. A antecipação de recebíveis era vista como uma espécie de agiotagem no mercado.

Porém, nos últimos anos vimos muitas Fintechs popularizando o serviço e órgãos reguladores dando insumo para segurança das operações.

As Fintechs chegaram no mercado com modelos de automação, que realizam todo o processo de antecipação de recebíveis em poucos minutos, de forma digital, juros baixos e sem aquela burocracia que geralmente existe em empréstimos com grandes instituições financeiras.

Com essa missão nasceu a Nexxera Crédito e seu programa de antecipação de recebíveis.

Por outro lado, a crise econômica gerada pela pandemia do Covid 19 de certa forma acelerou o processo da popularização da antecipação de recebíveis. Em momentos assim muitas empresas sofrem para manter as finanças em dia.

Nesse cenário, ter tal opção de crédito seguro, colabora para criar uma cadeia de valor forte, em que médias e grandes empresas possam dar suporte aos fornecedores.

A antecipação de recebíveis pode ser a melhor opção para manter o negócio em desenvolvimento.

A operação diminui os riscos intensificados pela crise de prazos de recebimento longos, inadimplência e alto índice de desemprego. No entanto, deve ser bem pensada e planejada, já que tem um custo.

A solução é uma estratégia ganha a ganha que fortalece as relações comerciais. Com isso, se torna uma saída muito interessante tanto para o fornecedor (dono do crédito) quanto para o para o cliente (comprador).

Pois, o fornecedor é pago mais cedo, otimizando o capital de giro para o negócio e a custo de taxas menores do que as praticadas no mercado de crédito. Já a empresa, obtém maiores prazos de pagamento ou descontos.

Com a disseminação do modelo, foi implementado no Brasil o AntecipaGov, programa de antecipação de recebíveis do governo federal que permite os fornecedores com contratos ativos com a Administração Pública Federal antecipem crédito com instituições financeiras credenciadas pelo Ministério da Economia.

Além disso, vimos em junho de 2021 entrar em vigor novas regras pelo Banco Central para negociação de pagamentos futuros. Desde então, todas as operações realizadas via cartão de crédito no país precisam estar registradas em uma central de recebíveis.

As novas regras dão mais transparência para estabelecimentos comerciais, além de promover maior competitividade entre instituições financeiras e maior segurança no processo de concessão de crédito. Assim, comprovando o fortalecimento do modelo de crédito no país.

Risco sacado x Risco cedente

Os programas de antecipação de recebíveis funcionam em duas modalidades: risco sacado e risco cedente.

O que difere uma da outra é quem vai ressarcir o agente financeiro em caso de inadimplência, o próprio fornecedor ou o comprador respectivamente.

Risco sacado é antecipação por parte dos fornecedores de títulos ou notas fiscais que ele tem a receber de seus clientes em uma data futura.

Nesse processo uma fonte financiadora vai dispor do capital para atender a necessidade do fornecedor num curto prazo e recebe posteriormente do cliente na data de vencimento.

A operação recebe o nome de risco sacado, porque o fornecedor usa da confiabilidade do seu cliente com o banco ou instituição para ter crédito fácil num determinado tempo.

Também conhecido como Confirming, Forfait, Desconto de Recebíveis ou Antecipação a Fornecedores.

No risco sacado a fonte financiadora pode ser a própria instituição financeira ou o comprador pode colocar o próprio caixa da sua empresa disponível para financiar operações de antecipação de recebíveis.

É uma solução bastante interessante tanto para pequenas, médias ou grandes empresas, que possuem diversos fornecedores, para que possam antecipar o recebimento das vendas realizadas.

Imagine o seguinte cenário: um pequeno fornecedor que precisa de dinheiro imediato e recorre ao mercado, vai pagar altas taxas e passar por processos burocráticos de aprovação.

Ao se optar pelo risco sacado, a taxa é única e atrativa.

O adiantamento pode ser estratégico para reposição de estoques, manter contas em dia, fazer investimento na empresa ou aproveitar outras oportunidades para o negócio.

Como toda negociação, a operação tem um objetivo e ganhos para cada uma das partes. Para o sacado, o objetivo é rentabilizar o fluxo de caixa e fortalecer o relacionamento com os fornecedores.

Já para os fornecedores, é uma opção de crédito seguro e rápido, em uma operação mais barata do que vemos no mercado bancário. Veja mais alguns benefícios:

Benefícios para o cedente (fornecedor)

  1. Mais dinheiro em caixa e maior liquidez;
  2. Crédito com taxas mais acessíveis;
  3. Menor exposição ao risco do fundo ou banco;
  4. Não é necessário aprovação de crédito individualizado;
  5. Evita endividamento bancário do fornecedor;
  6. Isenção de IOF;
  7. Aumento do poder de negociação;
  8. Agilidade para solicitar online e receber onde quiser.

Benefícios para o sacado (comprador)

  1. Facilita negociações;
  2. Paga no vencimento da nota e permite que o fornecedor receba na hora;
  3. Alonga prazos de compra e pagamento;
  4. Otimiza fluxo de caixa;
  5. Fortalece vínculos com fornecedores;
  6. Isenção de risco na operação;
  7. Autonomia para escolher fornecedores e notas a antecipar.

Como rentabilizar o seu negócio fortalecendo a relação com o seu fornecedor

O bom relacionamento com fornecedores é uma das bases para fortalecer qualquer negócio. É um passo estratégico que facilita os processos internos e ajuda a diferenciar a empresa no mercado.

Dentro do setor financeiro, esse relacionamento é um dos pontos de maior impacto. Por isso, contar com um fornecedor que respeite prazos, entrega um bom material e serviço, e esteja em dia com a lei e obrigações fiscais é fundamental para a saúde de sua empresa.

Eles são parte da cadeia de valor, a base que garante os insumos e serviços necessários para gerar resultados. Por isso, o relacionamento com fornecedores é um processo primordial para as empresas crescerem.

Assim, a empresa nunca ficará na mão, seja por falta de material ou qualquer outra razão. Construir relacionamentos estratégicos com eles é determinante para rentabilizar o seu negócio e conquistar a satisfação dos consumidores com o produto final.

Os fornecedores devem ser considerados como parte da sua equipe. Por essa razão, eles precisam estar alinhados com a cultura, valores e objetivos da empresa. Veja seus fornecedores como aliados, pois isso se torna uma vantagem competitiva.

A atuação em conjunto permite uma análise das melhores estratégias para ambas as partes. Com isso, a gestão de fornecedores garante melhor desempenho nas entregas, maior controle na aprovação de produtos e, ainda, evita falhas, erros e defeitos por provedores.

Nesse processo, o relacionamento é fundamental para ter êxito nas ações. Você deve estar pensando: o que fazer para fortalecer essa relação?

Um bom relacionamento com fornecedores se forma a partir de muita comunicação e parceria.

Vamos falar agora um pouco mais sobre esses dois aspectos:

Comunicação

A comunicação é fundamental em todas as áreas da empresa. Manter comunicação assertiva entre as partes, sejam internas ou externas, é o que garante que os processos evoluam de forma fluida.

Ser claro na comunicação com os fornecedores é o primeiro e talvez o mais importante ponto para a construção de um relacionamento saudável.

Assim, é possível manter um movimento fluido nas atividades e práticas diárias de ambos os lados. Também é importante acordar com o seu fornecedor os melhores meios de comunicação no dia a dia e também em momentos de emergência.

A boa comunicação estabelece o que espera de cada uma das partes e alinhar processos. Outro ponto fundamental é garantir a abertura do diálogo. A empatia faz parte da construção dessa comunicação assertiva.

É importante compreender e apoiar as dificuldades que o fornecedor possa estar passando. Dessa forma, é possível otimizar processos e minimizar falhas.

Nesse mesmo sentido, é importante também ouvir os feedbacks, revendo quais pontos a sua empresa falhou e pode melhorar.

Conhecer o fornecedor pessoalmente também faz a diferença no relacionamento estratégico.

A tecnologia, sem dúvidas, traz inúmeros benefícios, mas o contato feito de forma presencial continua tendo muito valor nessa construção. Pois, gera a proximidade e confiança que e-mails, videochamadas e telefonemas não conseguem.

Para as empresas muito grandes essa pode ser uma tarefa complicada. Mas é interessante conhecer ao menos os fornecedores mais importantes ou com maior número de transações.

Parceria

A parceria no universo corporativo é fruto do contato durante toda negociação. No caso dos fornecedores, a parceria é construída no processo de compra e venda.

Os processos corporativos envolvem muitas pessoas e, por isso, criar relações de troca e confiança é muito valioso. Um dos pontos que estreita a parceria entre empresas e fornecedores é a transparência.

Fornecedores gostam de sentir confiança durante os trâmites com seus clientes. Ao ver que os processos da sua empresa são transparentes e claros, ele vai colaborar de forma mais ágil e proativa.

A criação de relações de troca e confiança colabora para o desenvolvimento do negócio.

Tal parceria evita problemas de comunicação e que, futuramente, o fornecedor não queira mais fazer negócio ou ainda queira aumentar o preço, por exemplo.

Relacionamentos saudáveis entre clientes e fornecedores resulta ainda em um ganho importante para as duas partes: a agilidade de divergências.

Quando se tem uma relação de parceira fica mais fácil demonstrar que os processos estão correndo bem em sua maioria e que problemas pontuais, mesmo que aconteçam, serão resolvidos rapidamente.

Para fechar, veja agora de alguns benefícios que o relacionamento estratégico com fornecedores pode trazer para sua empresa:

  • Melhores preços e menor custo total;
  • Melhor qualidade dos produtos/nível de serviço;
  • Diferencial competitivo no mercado;
  • Maior valor agregado;
  • Parcerias fortes e saudáveis;
  • Fonte segura de suprimentos.

Conclusão

O objetivo deste artigo é levar a compreensão do quanto estratégias como a antecipação de recebíveis e risco sacado podem contribuir positivamente para o desenvolvimento de negócios.

Por isso, são uma das linhas de crédito mais atrativas do mercado.

Assim você oferece ao fornecedor oportunidades de ganho para o negócio dele, enquanto otimiza também o seu fluxo de caixa e fortalece relações estratégicas.

A Nexxera pode te ajudar a fortalecer relações com seus fornecedores com a operação de risco sacado, ligado ao programa de Antecipação de Recebíveis da Nexxera. Conheça mais clicando aqui.

Recomendados para você

Comentários estão fechados.