Como manter a eficiência da gestão financeira no momento de demissão no país?

BO ano 2015 não está sendo um ano fácil para o mercado brasileiro, a crise está espalhada por diversos segmentos, e tem efeito dominó, pois um setor demanda outro e assim por diante. Há uma grande preocupação em cortes de custos, e muitas vezes a única solução infelizmente é seguir ordens e demitir. Neste momento surge a pergunta, como manter a eficiência no processo operacional de uma área financeira com menos pessoas? Quanto maior a empresa, mais complexa é a gestão do contas a pagar de uma empresa.  São centenas de fornecedores, tributos, folha de pagamento, contas de consumo, tudo isso somando a diversas contas bancárias por CNPJ do grupo, é um “trabalhão” entrar no internet banking de cada banco para gerir conta por conta, isso faz com que se tenha uma equipe grande para controlar tudo de forma eficaz e evitar alguma multa ou o não pagamento de algo importante para a empresa, fazendo com que ela fique inadimplente. Este momento no país se manterá por um longo período, de acordo com a BBC News Brasil a taxa de desemprego no Brasil deve continuar crescendo nos próximos dois anos e atingir 7,1% em 2015 e 7,3% em 2016, prevê a Organização Internacional do Trabalho (OIT) em estudo divulgado. No ano passado, o índice de desemprego no Brasil atingiu 6,8%, nos cálculos da organização. Segundo o relatório “Perspectivas para o emprego e o social no mundo – Tendências para 2015”, o desemprego no Brasil também deverá ser de 7,3% em 2017, o mesmo índice do ano anterior. Desta forma, empresas terão que enfrentar o desafio de crescer em meio às dificuldades, crescendo sua malha fica cada vez mais complexa de gerir. Quando uma empresa cresce, aumentam as demandas como impostos, fornecedores e é necessário administrar. Ainda existem empresas que controlam tudo manualmente, mesmo possuindo sistemas de gestão interna, os ERP´s, que não conseguem fugir do bom e velho excel. Um exemplo: imagine uma empresa de grande porte  controlar 5.000 fornecedores, 2.500 contas bancárias, 100 tipos diferentes de impostos por CNPJ, e  ainda com equipe reduzida, devido as demissões, faz com que erros possam aparecer. Um recurso eficiente que muda tudo isso, é um sistema que atua em parceria com o ERP, efetua uma logística financeira e se comunica com bancos, atuando em todas as contas bancárias independente do banco de forma centralizada, em tela única; em poucos cliques a equipe consegue pagar fornecedores, tributos, folha de pagamento e contas fixas, inclusive otimizar o processo de autorizações e alçadas, facilitando o dia-a-dia de todos, de quem por ventura está fora da empresa e é um autorizador de pagamentos e dos colaboradores que precisam que os pagamentos sejam autorizados para concluir com sucesso a operação, reduzindo em até 75% o operacional.

Soluções Financeiras 0 Comments

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
avatar

wpDiscuz