Toda empresa precisa cuidar da obtenção de produtos e serviços do mercado e ainda garantir as melhores condições de entrega e qualidade. Isso só é possível com uma gestão de fornecedores eficiente.

Este tipo de gestão ganhou peso estratégico dentro do negócio a partir do momento que se compreendeu que os fornecedores são parte da cadeia de valor da empresa e, por isso, é importante manter um relacionamento de parceria com eles.

Nesse sentido, a boa relação com fornecedores traz benefícios para ambas as partes e auxilia no crescimento da empresa.

Uma das formas de fortalecer essa relação é oferecer a ele a oportunidade de rentabilizar o próprio caixa.

A antecipação de recebíveis é uma opção de crédito segura e rápida, que traz ganhos tanto na gestão financeira dos fornecedores quanto na gestão da empresa parceira.

Nesse artigo, você vai compreender sobre a importância e vantagens do relacionamento estratégico com fornecedores.

Também vai ver mais sobre como rentabilizar o caixa com a estratégia de antecipação de recebíveis. Boa leitura!

O que é gestão de fornecedores

A gestão de fornecedores faz a coordenação de todas as atividades de compra de uma empresa.

Além disso, faz parte do gerenciamento da cadeia de suprimentos e consiste em técnicas para otimizar as fontes de fornecimento.

O processo envolve a seleção desses fornecedores, relacionamento, monitoramento de estoques e desenvolvimento de políticas de compras.

Tudo isso com olhar estratégico, visando a diminuição de custos da empresa e garantia dos melhores produtos, prazos e negociação.

As empresas precisam de uma grande variedade de produtos e matéria-prima ao seu dispor para se desenvolver.

Neste momento, a seleção de fornecedores é de extrema importância para evitar problemas futuros.

A escolha dos fornecedores deve ser um processo cuidadoso, considerando diversos pontos e não somente o preço.

Dessa maneira, a qualidade dos insumos é crucial, porque impacta diretamente no produto oferecido ao cliente final.

Além de critérios como prazos de entrega e pagamento, capacidade técnica, produtiva e financeira.

Até algumas décadas atrás a gestão de fornecedores não era tratada com a devida importância, pois não se tinha uma visão estratégica para além do processo de compra e venda.

Isso mudou com a competitividade no mercado e a necessidade de controlar e aprimorar todo o fluxo de processos da cadeia produtiva.

A má gestão de suprimentos pode causar problemas em toda logística da empresa. Por isso, o gerenciamento estratégico se tornou fundamental, uma vez que otimiza os fluxos que dependem desses fornecedores nas atividades da empresa.

O processo faz o planejamento da operação de compra, para que seja controlada e, dessa forma, mais eficiente.

Por meio de critérios estratégicos, a operação fica mais segura e mais previsível.

A otimização da gestão faz com que seja mais fácil assegurar prazos de entrega e de disponibilidade.

Além de diminuir os custos relativos à estocagem, permitindo que a empresa administre de forma racional suas mercadorias. Assim, os estoques ficam sempre em níveis adequados.

Além disso, essa gestão implica em uma política de valorização dos parceiros da empresa.

O desenvolvimento dessa relação com os fornecedores abre portas para melhores negociações e condições diferenciadas, inclusive em relação a preço.

De forma geral, a gestão de fornecedores colabora para o crescimento estruturado da empresa. Por meio de melhores compras, a empresa aumenta as chances de expandir os ganhos.

Dessa forma, dando uma percepção mais imediata e mensurável em relação ao retorno dos investimentos na estratégia.

Do outro lado do processo, o consumidor é impactado com um produto ou serviço de qualidade, o que aumenta a satisfação geral e, consequentemente, o número de fidelizações.

Isso é revertido em mais previsibilidade de faturamento na receita recorrente.

O bom gerenciamento dos seus fornecedores aumenta o valor agregado do produto ou serviço final, a sua empresa cresce de maneira estruturada, segura e sustentável, sem que isso comprometa sua posição já consolidada no mercado.

De forma resumida, veja abaixo os 5 principais benefícios da gestão de fornecedores:

  1. alinhamento de foco em relação aos critérios da empresa;
  2. maior controle dos processos;
  3. possibilidade de aumentar o poder de negociação;
  4. redução do ciclo de estoque;
  5. diminuição de prazos de produção e entrega mais rápida para os clientes.

Por que fortalecer a relação com fornecedores é importante

O fornecedor é parte da cadeia de valor da empresa. Como vimos, a gestão de fornecedores traz benefícios ao negócio e colabora para o crescimento sustentável e estruturado das empresas.

Tais razões já seriam suficientes para refletir a importância de manter um bom relacionamento com os seus fornecedores.

Mas, vamos destrinchar mais a fundo o valor dessa relação para os negócios e como levar para prática do dia a dia corporativo.

A relação com fornecedores deve ser mantida da forma mais saudável possível. Pois, eles são a base que garantem os insumos e serviços necessários para empresa desenvolver estratégias e gerar resultados positivos.

A boa convivência entre parceiros é um trunfo para qualquer empresa que busca crescimento.

Pode-se considerar relacionamento com fornecedores toda interação da empresa com seus parceiros comerciais, desde o primeiro contato de conhecimento e pedidos de orçamento, até a negociação, fechamento de contratos e pós-venda.

A boa convivência e comunicação, de modo geral, são pontos fundamentais em qualquer tipo de relação.

No meio corporativo não seria diferente! A formação de alianças e uma relação de confiança com fornecedores se tornou uma grande vantagem competitiva para as empresas.

A relação com fornecedores impacta diversos setores da empresa e ainda coloca em risco o nome da marca.

Pensando nisso, é estratégico ter fornecedores que respeitam prazos, entregam materiais de qualidade e estão em dia com a lei e obrigações fiscais.

Dessa forma, a empresa nunca terá problemas de desabastecimento ou ficará na mão por qualquer outro motivo.

Um bom gestor entende que o fornecedor é parte da sua equipe e define critérios de qualidade, deixando claro a importância dos serviços prestados nos processos da empresa.

A partir do momento que o fornecedor tem compreensão do seu papel a relação começa a se formar e fica mais fácil ambos buscarem soluções que satisfaçam os objetivos do negócio.

A atuação em conjunto permite uma análise das melhores estratégias para as partes. 

A boa relação com fornecedores otimiza as negociações, o tão famoso poder de barganha.

Fica mais fácil negociar prazos, preços, formas de pagamento e até descontos.

A confiança estabelecida entre vendedor e comprador é assegurada com a experiência das vendas e o tempo de parceria.

Com tal flexibilidade, o gestor pode organizar melhor o seu fluxo de caixa e ter um panorama do planejamento.

É importante para a segurança da produção manter uma boa gestão de fornecedores com histórico de transações, atualizações de fornecedores avaliados e homologados.

Mas atenção para não construir relação de dependência com um único fornecedor!

Tenha sempre diferentes opções de fonte de fornecimento para não ficar na mão de ninguém.

Além de ser uma vantagem competitiva para a empresa, o relacionamento com fornecedor agrega valor ao produto.

Se um fornecedor oferece materiais de qualidade, cumpre prazos de entrega e tudo isso com um preço menor, você economiza e pode ter lucro maior.

Os fornecedores podem ainda auxiliar no gerenciamento de estoques monitorando as encomendas e até dando sugestões de logísticas.

Através de uma gestão eficiente das fontes de fornecimento você consegue elevar o valor agregado do seu negócio.

No entanto, o relacionamento com fornecedores costuma ser um desafio para muitos gestores.

É uma das atividades com maior relevância e complexidade dentro do setor empresarial.

Pensando nisso, veja os dois pontos mais importantes para construir uma boa relação com seus fornecedores:

1. Comunicação

A comunicação sincera e objetiva é essencial na construção de um relacionamento.

Amizade e confiança são elementos básicos para promover um ambiente de trabalho saudável.

A boa comunicação entre as partes garante que os processos evoluam de forma mais fluida e correta.

Por isso, fortaleça o diálogo com seus fornecedores por meio de canais de comunicação eficientes.

Uma relação sem objetivos claros e com falta de comunicação pode gerar insatisfação e prejuízo à sua produção.

Sendo assim, não fique só nos contatos telefônicos e e-mails, muitas vezes eles deixam a comunicação indireta, lenta e confusa.

O contato cara a cara é muito importante para construir proximidade e confiança nas relações.

Sendo assim, faça visitas técnicas, promova reuniões e traga o fornecedor para conhecer a empresa.

É um investimento de tempo que ajuda a evitar ruídos e traz muitos benefícios.

A clareza é o ponto chave da comunicação assertiva. Assim, é possível manter os processos e práticas diárias em movimento fluido.

Quando cada parte sabe das suas responsabilidades e o que esperar do outro os processos ficam alinhados e fluem mais fácil.

A empatia também é um ponto de atenção na comunicação. Como gestor, você deve apoiar o fornecedor em momentos de dificuldades.

Assim, conseguirá otimizar processos e minimizar falhas. Da mesma forma, é importante ouvir feedbacks dos fornecedores, revendo pontos em que a empresa falhou e pode melhorar.

O contato positivo favorece a imagem e a reputação da empresa no mercado. Isso sem falar na possibilidade de novas parcerias e oportunidades.

2. Transparência

A transparência é um dos pontos chave na gestão de relacionamento com os fornecedores.

A melhora do relacionamento e a troca de informações e de feedback com fornecedores otimizam o fluxo em toda a cadeia de suprimentos, aumentando a sinergia e eliminando retrabalho.

É muito comum que no processo de compra o fornecedor fique distante de informações após o envio da nota para pagamento.

Criar um processo transparente, em que ele possa acompanhar todas as etapas até a finalização do pagamento, é um grande diferencial!

Hoje em dia, muitos softwares ajudam a democratizar a informação e integram o fornecedor ao processo.

Adotar essas práticas fortalece os laços, otimiza tempo e minimiza erros, como cobranças indevidas.

Evite ao máximo problemas ou desentendimentos de pagamento. Se acontecer um imprevisto, não hesite em abrir o jogo e negociar.

A transparência ajuda na construção de relações mais sólidas e horizontais.

Quando o fornecedor é parte do processo, ele fica sabendo rapidamente caso a empresa tenha algum problema de abastecimento, entrega, pagamento etc.

Ele consegue ver e pensar rapidamente nos próximos passos para solucionar a questão.

A transmissão de feedbacks é uma das atividades mais importantes desse relacionamento. Trocar informações sobre resultados, problemas e oportunidades de melhoria afinam o processo.

Pensando nisso, a gestão deve criar uma rotina de levantar dados sobre os resultados. Só assim é possível identificar, demonstrar e mensurar os problemas enfrentados.

Ao promover a transparência dentro da gestão de fornecedores a relação de parceria se fortalece. Assim, o fornecedor fica muito mais aberto a colaborar de forma ágil e proativa.

Como rentabilizar o caixa com a oferta de crédito

Rentabilizar o caixa é fundamental para melhorar a gestão financeira da empresa. Ter um fluxo de caixa saudável permite maior planejamento, assim a empresa consegue otimizar as reservas de caixa e alocar recursos a favor do próprio negócio.

A gestão financeira deve ser planejada estrategicamente, levando em conta os preços praticados, prazos de pagamento e despesas. Manter boas práticas evita um descasamento do fluxo de caixa e otimiza a produtividade do negócio.

Empregar a estratégia correta para rentabilizar o caixa define o futuro da companhia, oferecendo condições para fazer o negócio prosperar e se consolidar no mercado.

Temos hoje no mercado diversos produtos para investimento e para auxiliar o gestor a ter recursos para manter um bom fluxo de entradas e saídas.

Uma das ofertas de crédito disponíveis para fortalecer o fluxo de caixa da sua empresa é a antecipação de recebíveis.

Uma modalidade que traz benefícios tanto para quem antecipa quanto para seus clientes.

A antecipação de recebíveis é a antecipação por parte dos fornecedores de notas a receber.

O financiamento é feito pela própria empresa ou por uma fonte financiadora, que antecipa ao fornecedor um valor que ele iria receber em uma data futura.

 

A antecipação é uma opção ágil e de baixo custo. O fornecedor recebe na hora, assim, garantindo capital de giro e sem precisar de empréstimos.

Enquanto a empresa compradora ganha tempo para pagar a compra e otimiza o fluxo de caixa através de melhores negociações de prazo e preços.

A estratégia alinha as necessidades de ambas as partes e faz uma integração da cadeia produtiva.

Além de ser uma ótima linha de crédito, a antecipação de recebíveis é também uma estratégia de crescimento para a empresa.

Ter um caixa saudável é importante para aproveitar oportunidades de mercado!

A estratégia permite ter dinheiro em caixa de forma rápida e sem altas taxas. Dessa forma, auxilia a resolver questões do dia a dia empresarial, como desafogar o caixa em meses de baixa, financiar projetos, comprar matéria-prima, aproveitar promoções, etc.

Além de ser um processo seguro, porque utiliza recursos da própria empresa.

Ter controle do fluxo de caixa e um planejamento financeiro é o ponto de partida para prever os passos futuros para o crescimento do negócio.

Todo empreendedor tem como objetivo o sucesso do seu negócio e antecipação de recebíveis é um auxílio para crescer de forma rápida e sustentável.

Recomendados para você

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.