Fintechs: A bola da vez no mercado financeiro mundial

As fintechs são a bola da vez. Já  falamos aqui no blog como as Fintechs tem mudado a vida financeira de pessoas físicas e jurídica no mundo todo. Hoje vamos falar sobre o mesmo assunto, mas sob outro ponto de vista.  

Fintechs revolucionam formas de pagamento

A 8ª edição do Radar Fintechlab revelou dados otimistas em relação às Fintechs brasileiras.

A pesquisa revelou que volume de fintechs e iniciativas de eficiência financeira deu um salto. De 453 empresas, em agosto de 2018, para 604 em junho de 2019.

 A evolução demonstra um crescimento de 33%. O que isso significa? Ampliação  de dez pontos percentuais na velocidade de crescimento em relação aos números registrados na versão anterior.

Bancos poderão perder US$ 280 bilhões!

Um levantamento da consultoria Accenture aponta que os bancos de todo o mundo poderão perder US$ 280 bilhões em receitas de pagamentos até 2025.

Segundo o estudo, a previsão nada otimista, é bem possível de acontecer por dois motivos:

  1. Crescimento de transação via meios digitais.
  2.  Acirrada concorrência com as instituições não bancárias.

A expectativa nada boa para os bancos “tradicionais” consta no relatório “Banking Pulse Survey: Two Ways To Win”. O valor mencionado equivale a 15% da receita global dessas instituições.  E deve chegar a US$ 2 trilhões até 2025. Isso será possível mediante a uma taxa anual de 5,5% de crescimento. Em 2019 essa mesma receita deverá ser de US$ 1,5 bilhão.

O mercado vai ficar mais competitivo?

A adoção de modelos de pagamentos instantâneos, virtuais e gratuitos é um desafio para as instituições bancárias que não querem perder mercado. Somente os bancos que transformarem seus modelos de negócios conseguirão capturar uma fatia desse crescimento.

A tendência de se encontrar novos modelos  já é possível de ver aqui no Brasil. A Fintechlab, também revelou que os bancos digitais que passaram de 8 em 2018 para 12 em 2019, crescendo 50%.

O Santander lançou uma atualização do seu aplicativo, o Way, para permitir que clientes de cartões pudessem gerenciar gastos e evitar fraudes nas compras virtuais.

Além disso, o Itaú-Unibanco criou a sua plataforma digital de pagamentos, a Iti, que dispensa a necessidade de conta bancária. A credenciadora Cielo entrou nessa concorrência com o aplicativo Cielo Pay.

Todas as ações dos bancos convencionais são para conter o avanço das fintechs atuantes nesse segmento. E essa disputa não tem hora para acabar. 

Mercado de pagamento em expansão

O que chamou bastante a atenção em meio aos movimentos relacionados ao mercado de pagamentos, que se tornaram cada vez mais constantes no país.

As últimas projeções da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços apontou um crescimento de 16% nesse segmento.

Com certeza, a referida tendência apurada pela importante entidade se deve à acirrada concorrência travada desde o início do ano entre as fintechs e os grandes bancos para atrair novos clientes. Em especial os microempreendedores, autônomos de varejo e pequenas empresas.

Micros e pequenos empresários são as “meninas dos olhos”

As fintechs mudam a vida das pequenas e médias empresas. Só na área voltada às micro e pequenas empresas, as companhias que trabalham no mercado de pagamentos, tanto as grandes bandeiras quanto as fintechs de destaque, estimam um incremento de até 40% neste ano. Na prática todos esses dados apenas confirmam uma tendência já mencionada em texto.

O movimento ocorre porque todos querem morder uma participação do que atualmente é considerada a verdadeira vedete dentro do segmento, justamente devido ao seu grande potencial.

Outras novidades nos últimos dias que deram um ânimo ainda maior ao já superaquecido mercado de pagamentos. Ou seja, tudo isso serve para evidenciar ainda mais como os micros e pequenos empresários são de fato as “meninas dos olhos”.

Guerra das maquininhas

 A alta revisada devido a chamada “guerra das maquininhas” foi divulgada pela associação no final do mês de agosto de 2019.  Mas é importante mencionar que esse aumento apurado leva em consideração todo o setor. O referido mercado também abrange operações com pessoas físicas e empresas de todos os portes.

Certamente, essa informação do ponto de vista geral é  importante porque já dá uma noção de como a tal disputa vai refletir no fechamento do ano, no tocante ao segmento. No entanto, o aumento constatado pela Abecs pode até ser considerado um tanto conservador, pois as empresas atuantes nesse ramo – também conhecidas como indústria de adquirência de cartões – têm uma expectativa ainda mais otimista.

Prova disso, a Cielo decidiu entrar de cabeça nessa disputa ao lançar no fim de agosto o aplicativo Cielo Pay. A companhia deixa bem clara a ideia dela, que é concorrer para ganhar novos clientes em um público-alvo dominado hoje pelo PagSeguro.

A exemplo da líder no setor, a plataforma funciona como conta corrente e uma carteira digital integrada como forma de atender às demandas dos empreendedores de pequeno porte.

Além disso, Sistema de Crédito Cooperativo (Sicredi) também entrou nessa guerra e lançou a sua máquina compacta de cartões. Voltada sobretudo para microempreendedores individuais (MEIs), autônomos e profissionais liberais.

O mesmo opera sem bobina, aceita os principais cartões e pagamentos por aproximação, como também faz recarga de celular pré-pago. O Sicredi conta com mais de 4 milhões de associados em 22 estados do país.

 Desafie o Amanhã!

Sua empresa não precisa prever o futuro. Precisa desafiá-lo.

Já sabemos que as empresas precisam se reinventar e propor soluções cada vez mais inteligentes que possibilitem redução de custo financeiro. Nesse contexto as empresas precisam focar em novos modelos de negócio para atender as novas necessidades do mercado.

Continue acompanhando nosso blog e fique por dentro de tudo sobre soluções tecnológicas.

Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Deixe nos comentários abaixo. 

 

 

 

Avalie esse post! 😀
Tecnologia e inovação , , , , , , , 0 Comments

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
avatar

wpDiscuz