Gestão digital do contas a receber: como fazer

F“Quanto vai entrar no caixa da empresa no próximo mês?” Pergunta que todo empresário gosta de responder – e que não pode ter dúvidas. Seja em uma planilha do gestor mais tradicional ou em uma ferramenta automatizada de um empreendedor mais moderno, a gestão do contas a receber é pré-requisito básico para um administrador que se preocupa com seu negócio. Com a nossa experiência de mercado, constatamos que algumas inovações ajudaram muito nessa tarefa de registrar promessas de pagamento. Neste post, mostraremos algumas dicas para a gestão digital do contas a receber. Uma das definições mais assertivas de contas a receber está neste material educativo do Sebrae. Segundo o texto, ele “fornece informações para tomada de decisões sobre um dos ativos mais importantes que a empresa dispõe: os créditos a receber originários de vendas a prazo”. Ele deve estar baseado em quatro pontos básicos, de acordo com este artigo do administrador Clayton Nogueira: criação de uma “política de crédito”, a devida “definição dos termos e condições”, estabelecimento de termos de cobrança e “monitoramento e controle” do que há a receber. É nesse último ponto que muito gestor se perde – e é ali que a tecnologia surge para ajudar. A gestão digital do contas a receber serve, fundamentalmente, para fazer monitoramento dos valores que devem entrar em um determinado período. Informações básicas como a data de pagamento, o montante devido e os dados de quem deve (como CNPJ) devem estar presentes em uma ferramenta que faça esse trabalho. Opte por um sistema mais avançado que permita ir além e armazenar até os documentos que comprovam a transação em um ambiente eletrônico de negócios. O importante, neste ponto, é ter dados disponíveis. Outro ponto importante da gestão digital do contas a receber é a gestão da inadimplência. Você precisa saber se esse cliente já atrasou pagamentos, em quais situações e com quais produtos isso ocorreu. Esses dados são fundamentais para cobrar empresas diferentes de formas distintas, negociar prazos e até buscar outras vias para reaver os valores devidos. Opte por um sistema de cobrança eletrônica que gere alertas e relatórios com informações sobre o seu cliente, valores a receber, títulos liquidados, em cartório, negativados pelo Serasa, entre outras informações necessárias para a visibilidade do contas a receber. Nos dois casos que mostramos acima, a gestão digital do contas a receber mostrou-se muito ligada aos dados das transações feitas pela empresa. Quanto mais informações o gestor tiver, menor será a chance de desequilíbrio do fluxo de caixa e de gastos inesperados. E, com ferramentas digitais, esse domínio da situação tende a ser maior. Você tem mais dicas para a gestão digital do contas a receber? Deixe seu relato nos comentários.

Empreendedorismo, Soluções Financeiras, Tecnologia e inovação , , 0 Comments

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
avatar

wpDiscuz