Conheça o Growth Hacking, a metodologia que pode fazer sua empresa crescer

É fato: o objetivo de qualquer empresa é crescer. E, para isso, cada uma adota uma estratégia, que varia de acordo com seus valores, recursos, segmento de mercado etc. Neste cenário, surgem diversas metodologias que visam a ajudar as organizações a obterem resultados mais expressivos. O growth hacking é um destes modelos que, quando aplicado da maneira correta, tem muito potencial para contribuir com o os negócios de uma companhia.

 

growth-hacking

 

Se você nunca ouviu falar dele, não precisa se sentir mal. O termo é recente: foi usado pela primeira vez em 2010, pelo empresário Sean Ellis. Para ele, pessoas que trabalham sob esta metodologia devem ter o crescimento como objetivo principal e agir para que todas as suas atitudes no dia a dia possam gerar impacto positivo nos negócios. Como operacionalizar este ideal? É o que iremos começar a discutir neste artigo.

 

O que é Growth Hacking?

O growth hacking é uma metodologia de trabalho cujos objetivos principais são aumentar a base de clientes de uma empresa e alavancar as vendas, gerando um incremento nos lucros como consequência. O método é baseado no uso da criatividade em um processo de busca por melhorias, que une o pensamento analítico, a realização de experimentos e o acompanhamento de métricas, operacionalizados por meio de estratégias e ferramentas do marketing como SEO, mídias sociais, testes A/B etc.

Apesar do conceito estar muito ligado ao marketing (alguns autores inclusive usam o termo growth marketing como sinônimo), a metodologia não é, necessariamente, uma exclusividade deste departamento. A função de um growth hacker é vender mais e, às vezes, para isso é preciso identificar e resolver entraves em áreas como desenvolvimento de produtos e atendimento ao cliente, por exemplo. Ou seja, tudo o que impacta o fluxo de caixa de uma empresa deve ser levado em conta em uma estratégia de growth hacking.

 

Quais são as vantagens do Growth Hacking?

 

A principal vantagem da aplicação de uma mentalidade orientada ao crescimento é a possibilidade de, por meio de ideias simples e criativas, atingir resultados grandiosos. E, uma vez que a metodologia do growth hacking é baseada em ferramentas consolidadas e procedimentos científicos, que envolvem fazer testes e medir resultados, a assertividade das ações tende a ser maior.

O Twitter, por exemplo, adotou o processo para aumentar sua base de usuários ativos quando identificou que o número de cancelamento de contas após um certo período de tempo era alto. Em vez de investir milhões em campanhas de marketing, os executivos decidiram entender a experiência das pessoas com a interface do microblog e, a partir das descobertas, reformular a ferramenta. Um dos aprendizados desta fase de testes foi que, sem ter interação com outros perfis, a atratividade da rede tornava-se baixa e causava a evasão. Esse era um entrave ao crescimento. O dado motivou a ideia de sugerir aos novos usuários cinco a dez contas que poderiam ser de seu interesse para que eles as seguissem assim que finalizassem o cadastro. Deu certo! Com conteúdos interessantes surgindo no feed de notícias logo no primeiro contato com a ferramenta, os usuários tornavam-se mais propensos a se tornarem fiéis.

 

Implementando o Growth Hacking

Para implementar o growth hacking é preciso buscar profissionais que estejam 100% orientados ao crescimento. Estas pessoas estão sempre em busca de inovações, trabalham com foco e agilidade, e direcionam a criatividade para a geração de resultados mensuráveis de negócio. Ter conhecimento técnico das ferramentas do marketing é um diferencial importante, já que a metodologia baseia-se nelas.

 

 

Tecnologia e inovação , , , , 0 Comments

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
avatar

wpDiscuz