Westworld, Facebook e Bancos. A inteligência Artificial está mais presente do que nunca

Windows XP, surgimento da Wikipedia e aprovação do novo código civil brasileiro.  2001 foi marcado por vários lançamentos, mas sem sombras de dúvidas um dos mais marcantes foi a estreia do filme A.I – Inteligência Artificial, dirigido por Steven Spielberg. Quem aí viu?

Foi a primeira vez que grande parte da população conheceu o termo. E, em nome desse oceano de gente, confesso: conhecemos e choramos junto com a família que tentou substituir o filho perdido por um androide, programado para amar eternamente.

face-1

 

Em contraponto, a nova geração se delicia em horário nobre com os dramas de robôs que desenvolvem consciência e passam a ter questionamentos existenciais em um parque criado com o objetivo de entreter humanos. Esse é o enredo da premiada série Westworld, produzida pelo canal HBO.

 

westworld-skeleton

Mergulhei de cabeça nessas referências cinematográficas e televisas para mostrar que a ideia de criar novas formas de vida continua seduzindo os mais renomados e tecnológicos institutos de pesquisa do mundo. Tem tanta coisa legal rolando que resolvi listar aqui 4 novidades empolgantes que certamente vão mudar a minha e a sua vida. Olha só:

 

As máquinas estão aprendendo sozinhas

Machine Learning, ou Aprendizado de Máquinas, é um campo da computação para ficar de olho.  Se antes as máquinas eram programadas para executarem suas tarefas, agora elas passarão a aprender automaticamente. Um exemplo bem prático dessa tecnologia é a opção de tradução simultânea disponível no Skype. Assim como as crianças, os sistemas foram alfabetizados com horas de conversações, variando até os sotaques para melhorar a experiência do usuário.

 

Você conversará com o caixa eletrônico

Uma nova realidade mudará o cotidiano de quem tem problemas para memorizar inúmeras senhas e códigos de validação. Há projetos bem encaminhados para tornar todos os caixas eletrônicos e APP financeiros inteligentes.  Nesse novo cenário, o usuário conversará de forma natural com as máquinas. O reconhecimento de voz será o principal fator de identificação.

 

Arte e tecnologia

Seja cinema, música, pintura, literatura, escultura ou teatro, a arte é um excelente termômetro cultural da sociedade vigente. No ecossistema atual, temos a brilhante inclusão da tecnologia como base impulsionadora para novas obras. Para entender melhor basta ver o último projeto do Spotify que, por meio de inteligência artificial e análise de dados, conseguiu lançar uma nova composição do rapper Sabotage, morto há mais de treze anos.

Além disso, está em teste uma nova ferramenta musical do Google que servirá de “parceiro” para os artistas que trabalham sozinhos ou para aqueles que estão aprendendo.

amvown89qf09bt2orqd82k5wv

Inclusão também está em pauta

Vale destacar também as iniciativas que usam a tecnologia como plataforma para fazer o bem de alguma forma. Uma das mais recentes vem do Facebook, que formatou um projeto para que os deficientes visuais possam usufruir mais da rede social. A Inteligência artificial desenvolvida é capaz de descrever todas as fotos, incluindo as sensações e reações que elas transmitem ao internauta. A atualização já está disponível em inglês.

 

Sistema nervoso tecnológico

Todas as inovações apresentadas até aqui estão se tornando possíveis graças às redes neurais. Em uma pesquisa mais aprofundada, descobri que tais redes são modelos computacionais inspirados no sistema nervoso central de um animal, em particular o cérebro.

Em outras palavras, a cópia da genética é o caminho seguido para proporcionar  novas experiências, seja ela criando robôs para compor uma família ou apenas revivendo o timbre de uma banda que deixou saudades.

Tecnologia e inovação , , , , , 0 Comments

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
avatar

wpDiscuz