A nova sensibilidade dos profissionais de TI

Não faz muito tempo em que falei neste post aqui que a emoção está se tornando um diferencial competitivo das empresas. É o poderoso movimento de humanização das marcas, impulsionado principalmente pela necessidade de diferenciação dentro das redes sociais e total exposição nessas plataformas. Posso garantir, está sendo benéfico! O consumidor agora tem muito mais acesso aos propósitos, aos valores e aos impactos causados pela cadeia produtiva da marca. Informações que podem mudar o mundo, minha gente.

E se novos mindsets norteiam ações empresarias, o mesmo tem acontecido com as profissões – cada vez mais híbridas e multi disciplinares.  O caso da vez é a sutil, mas importantíssima, sensibilidade vinda da nova geração de profissionais da TI. Esqueça a imagem do “rapaz da TI” introspectivo – ilhado com os seus aparatos tecnológicos em uma sala escura. Agora, vejo profissionais (de diferentes identidades de gêneros e idades) cada vez mais comunicativos e abertos a outras realidades que fogem da tela do computador.

 

A linguagem do momento

Nada de JAVA, HTML ou Python. A linguagem  poderosa é aquela que é entendida, que promove inteligência coletiva e o desenvolvimento social. Quer um exemplo incrível? A Bruna Meyer é estudante de gestão da tecnologia da informação e faz parte da equipe de implantação do Grupo Nexxera. Para facilitar o processo de implantação de cada solução no sistema do cliente seu grupo decidiu criar vídeos tutoriais com o passo a passo detalhado de como realizar o procedimento.

A eficiência do material se deu pela sensibilidade da turma em abrir mão do jargão técnico para evitar ruídos e retrabalhos.  “Com o tempo percebi que não se deve prolongar uma explicação. Cada palavra dita deve ser pensada para que o vídeo funcione como queremos”, revelou a Bruna.

A-nova-sensibilidade-dos-profissionais-de-TI

                                                       Bruna Meyer – Operadora de Implantação Nível II

 

Com essa estratégia, a equipe de implantação conseguiu automatizar mais um processo com total receptividade dos clientes.

 

Empatia na área de TI – existe?

A palavra é empatia (capacidade de se identificar com outra pessoa, de sentir o que ela sente, de apreender do modo como ela apreende).  Quando aplicada na área de TI, a empatia ganha o poder de descodificar, de abrir portas e facilitar a comunicação entre segmentos diferentes:

 “Às vezes encontramos clientes que querem algo, mas não sabem como descrever a necessidade. É preciso ouvir e pensar como eles para oferecer as soluções adequadas” — reforçou a Bruna.

Além disso, outra observação interessante relacionada à empatia no setor de tecnologia está na nova imagem de liderança. O líder autocrático, inacessível, não cabe mais no modelo dinâmico das organizações. É preciso sim ser técnico, mas sem negligenciar a boa comunicação com os seus liderados e colegas de trabalho.

 

O profissional de TI do futuro

Com o alto impacto da tecnologia na vida atual, o cenário segue promissor para os profissionais de TI. Mas as novas oportunidades trazem mudanças significativas no modus operandi desse segmento. As integrações de áreas como Desenvolvimento + Operações (DevOps), são tendências fortíssimas. Assim como projetos construídos em conjunto com outras áreas, como marketing + analistas de dados (big data), por exemplo. Integrações cada vez mais comuns e necessárias para um futuro que fala a língua dos algoritmos, mas sem deixar de lado a conectividade humana.

 

Tecnologia e inovação , 0 Comments

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
avatar

wpDiscuz