Porque nós amamos o supply chain e você também deveria

ThinkstockPhotos-480208325 [Convertido]-01De acordo com André Augusto Asevedo da Silva, conceitua-se supply chain management, a integração da empresa com todos os estágios da cadeia de suprimentos, compartilhando informações entre si com o objetivo de aumentar produtividade, competitividade no mercado e estreitar relacionamentos com os clientes. Essa malha complexa de processos que traz tantos benefícios, muitas vezes parece um bicho de sete cabeças. Quando o que falta é ter alguém que desmistifique e mostre de forma mais clara, como podemos introduzir a empresa com soluções de supply chain management e se tornar mais competitivo em um mundo hiperconectado e com tantos desafios diários. Empresas de qualquer tamanho deveriam focar em gerenciamento da cadeia de suprimentos, desta forma, a empresa cresce de forma saudável e com processos claros e ordenados. Mas qual o objetivo de inserir um sistema de supply chain no seu negócio? Simples, se tornar mais competitivo e aumentar a rentabilidade, além de muitas outras como: reduzir custos, simplificar processos, analise da qualidade dos processos e flexibilização da cadeia de suprimentos, em resumo, conforme cita Silvio Assunção, o supply chain trata de todas atividades de movimentação e armazenagem que facilitam o fluxo de produtos. Desde o ponto de aquisição da matéria-prima até o ponto de consumo final, pensando-se inclusive no caminho dentro da empresa, assim como dos fluxos de informações que colocam os produtos em movimento, com o propósito de providenciar níveis de serviço adequados aos clientes a um custo razoável. A integridade e a velocidade das informações tornam os processos tanto dentro da empresa quanto fora (fornecedores) muito mais fáceis de gerir, reduzindo o tempo na gestão de estoque, reposição, possíveis divergências entre sistema e estoque. Esta interação colaborativa faz com que o fornecedor e o cliente sejam mais parceiros e possam trabalhar com previsão de demanda, adiantar a descarga dos pedidos nos centro de distribuição e identificar o consumo. Através do que realmente é vendido versus produtos parados nas prateleiras, formando uma dinâmica que dá uma maior precisão a toda esta malha complexa, assim acerta-se cada vez mais. Oferecendo  ao cliente o que ele realmente compra, tendo como consequência um aumento nas vendas reduzindo drasticamente processos operacionais, como:

  • Qualidade e velocidade no cadastro de produtos dos fornecedores;
  • Catálogos online para identificar novas oportunidades;
  • Manter os valores atualizados no sistema com menos esforço;
  • Gerenciamento de todo o fluxo (envio, recebimento, tradução, erros) de qualquer documento ou informação enviada ou recebida, entre outros.

 

Supply Chain , , , , 0 Comments

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
avatar

wpDiscuz