Como usar aplicações de realidade virtual no varejo

Vamos falar sobre realidade virtual no varejo? Você já deve ter visto em suas redes sociais inúmeros vídeos de pessoas usando óculos de realidade virtual. É a famosa VR, sigla em inglês para virtual reality, tecnologia usada para game ou para simular a sensação de estar em uma montanha-russa.

Nos últimos três anos essa tecnologia vem se fortalecendo e popularizando. Crescimento que chega ao ponto de o Gartner tê-la apontado como uma das tendências para a área de TI em 2017. E mais do que entretenimento, esta inovação pode trazer negócios quando utilizada com propósito e planejamento pelas empresas.

A realidade virtual no varejo

No varejo, por exemplo, alguns players já estão usufruindo dos diferenciais desta ferramenta para impressionar seus consumidores.

realidade virtual no varejoO principal diferencial das ações que utilizam VR é a imersão que ela proporciona. A experiência dos clientes com conteúdos em realidade virtual gera um nível de interação com produtos e marcas que só é superada pelo contato real e efetivo – com a vantagem de que ela pode ser vivida em qualquer lugar. As possibilidades existentes para tirar proveito desta tecnologia são inúmeras. Vamos a algumas delas:

Levar o e-commerce a outro patamar

As lojas virtuais podem se tornar quase reais com o uso de aplicações de VR. Por meio desta tecnologia, há a possibilidade de criar ambientes onde o consumidor pode avaliar melhor os produtos antes de comprar. É viável, por exemplo, fazer com que o cliente veja todos os ângulos de determinada peça, como se ela estivesse em suas mãos, e ainda mudar alguns detalhes como acabamentos e cores antes de decidir qual levar.

Permitir decisões mais assertivas

Aplicações de realidade virtual podem ajudar o cliente a tomar decisões também nas lojas físicas. No caso de um estabelecimento que trabalhe com móveis e decoração, por exemplo, oferecer a oportunidade para que o consumidor visualize uma imagem de sua própria casa com os produtos disponíveis pode ser decisivo para fechar o negócio. Tal experiência gera confiança, além de criar uma atmosfera única de encantamento.

Coletar dados sobre o comportamento do consumidor

 Assim como em um site tradicional, as ações dos usuários em um ambiente de realidade virtual geram rastros que são convertidos em dados. Estas informações sobre os movimentos dos clientes, os produtos vistos, as opções de cores testadas e tudo o mais geram conhecimento sobre o comportamento do consumidor e suas preferências, e podem ajudar na elaboração de estratégias de vendas.

As possibilidades são inúmeras, afinal trata-se de uma tecnologia relativamente nova e que ainda precisa ser explorada. Mas, não há dúvidas de que o varejo tem muito a se beneficiar com aplicações de VR. Você está preparado?

Leia mais:

Tecnologia e inovação , , , 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *