Regulamentação dos pagamentos móveis incentiva tecnologia de transação financeira

celular200pxO Conselho Monetário Nacional aprovou a regulamentação do pagamento via telefone celular, cartões pré-pagos e moedeiros virtuais. A normativa dos pagamentos móveis oficializa e incentiva a vinculação de um número de telefone a uma conta de pagamento. A nova regra deverá abrir caminho para que todas as instituições financeiras ofereçam essa opção de pagamento ao cliente. Neste post, queremos destacar a importância da regulamentação dos pagamentos móveis, além de explicar como essa solução pode contribuir ao país. Além de pagar contas, o usuário pode facilmente transferir quantias em dinheiro para outras pessoas. No entanto, a maior facilidade é a de realizar transações de pagamentos sem a necessidade de intermediação de uma instituição financeira. Além disso, conforme anunciou o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, as novas tecnologias de pagamentos móveis – agora regulamentadas – vão contribuir para a redução de custos e inclusão financeira. Conforme destacamos no eBook 7 dicas para pagamento móvel na sua empresa, os meios de pagamento eletrônico estão cada vez mais fortes no Brasil. De acordo com relatório da Associação Brasileira de Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), esses sistemas movimentaram R$ 724,3 bilhões em 2012, o que representou um aumento de 18% em relação ao ano anterior. Frente à nova regulamentação e a um mercado em expansão, é esperada ainda mais inovação e investimento em novas tecnologias que buscam a melhoria e o barateamento dos serviços. O crescimento do pagamento móvel, que agrega a facilidade das soluções eletrônicas com a mobilidade a alta adesão dos dispositivos mobile, é uma tendência que está cada vez mais a favor dos cidadãos brasileiros e do desenvolvimento do País. De acordo com estudo Mastercard Mobile Payments Readiness Index, o Brasil possui instituições financeiras preparadas, além de infraestrutura necessária para adoção do sistema de pagamentos móveis. No entanto, o preparo do consumidor ainda é baixo, embora dentro da média mundial. Em 2012, data da pesquisa, apenas 14% dos consumidores brasileiros estavam familiarizados com sistemas de pagamento móvel, ao mesmo tempo em que 19% queriam testar esses sistemas. A regulamentação dos pagamentos móveis vai incrementar ainda mais essa realidade, por deixar claro como o serviço deve ser oferecido. De acordo com a reportagem do jornal Folha de S. Paulo, a normativa aprovada pelo CNM define as atribuições de operadores de telefonia móvel, bancos e empresas não financeiras para oferecer a opção de transação financeira. Dessa forma, as empresas de cartão de crédito, bancos e operadoras de telefonia possuem até 180 dias para se adequarem à regulamentação dos pagamentos móveis. Vale destacar que a nova regra mínima para o setor não oferece prejuízo a ações regulatórias posteriores.

Meios Eletrônicos de Pagamento, Soluções Financeiras, Tecnologia e inovação , , 0 Comments

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
avatar

wpDiscuz