Tecnologia preditiva – O que é, e por que você precisa ficar de olho?

Quem se lembra das aulas do colégio sabe que os professores de História sempre diziam que precisamos conhecer o passado para entender o presente e prever o futuro. Este pensamento clássico pode ser aplicado não só para os grandes acontecimentos, mas também para o dia a dia das empresas.

É o que estão fazendo as novas e poderosas tecnologias de análises preditivas: com base em resultados anteriores, elas buscam fazer previsões que darão suporte à tomada de decisões.

 

Como as tecnologias de análises preditivas funcionam?

As análises preditivas combinam uma série de técnicas e fórmulas matemáticas e estatísticas, como machine learning e data mining (mineração de dados), para coletar dados em tempo real e, em seguida, apontar tendências, identificar riscos e fazer prognósticos.

O grande aliado deste processo nos dias de hoje é o Big Data. Por meio da análise de grandes volumes de dados gerados constantemente pelas pessoas que utilizam qualquer ferramenta conectada à internet, é possível identificar padrões e, com isso, levantar probabilidades e prever comportamentos.

 

Onde as tecnologias preditivas são aplicáveis?

As aplicações de soluções deste tipo são inúmeras: desde identificar novos prospects, com base na jornada de compra dos usuários, até prevenir falhas estruturais em ambientes digitais, como os servidores de hospedagem de um determinado site. Ou seja, as possibilidades são amplas, uma vez que essas tecnologias podem contribuir com processos corporativos diversificados que vão  desde a redução e gestão de riscos até a identificação de tendências de mercado.

Outro uso interessante (e revolucionário) é no cenário político. Em 2016, na disputada eleição entre Trump e Hillary nos Estados Unidos, a Mr. Predictions, empresa brasileira com bases preditivas, conseguiu fazer um prognóstico extremamente assertivo dos resultados finais. O estudo levou em conta uma série de dados online, como citações em redes sociais, pesquisas etc, que constituam inferências de votos.

Ainda assim, as áreas que mais utilizam estas tecnologias preditivas são marketing e vendas. Segundo levantamento da TDWI, tais departamentos representam 64% e 54% de sua adoção, respectivamente. O retorno nestes casos é expressivo: uma pesquisa da Forrester Consulting identificou que 83% dos CMOs que usam tecnologias de análise preditiva em empresas B2B consideram estas soluções como de grande impacto dos resultados de negócios, principalmente para compreender, identificar e engajar seus consumidores.

Se interessou? O primeiro passo para implementar as tecnologias de análises preditivas é identificar o problema ou necessidade em sua empresa que demanda insumos desta natureza para serem resolvidos. Em seguida, com a escolha a melhor ferramenta para reunir todos os dados relativos a este processo e para organizá-los de forma estruturada. Por fim, é hora de analisar! Defina as funções analíticas que serão capazes de identificar padrões e, com os resultados em mãos, preveja o futuro!

Tecnologia e inovação , , , , , , , , , 0 Comments

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
avatar

wpDiscuz