Tempo gasto na internet deve ultrapassar TV em 2018

De acordo com o relatório State of Digital, do GroupM, em 2018, o acesso à internet deve ultrapassar, pela primeira vez na história, o tempo que as pessoas passam em frente aos televisores. O estudo calcula que, mundialmente, o tempo médio em frente à TV deve ser de 218 minutos, enquanto que os meios online devem tomar 221 minutos das atenções. A participação de mídia digital deve ficar em 38% do tempo total da população, enquanto a tevê corresponde a 37% (a porcentagem restante fica para impressos e rádio).

Uma das razões para essa realidade é o crescimento do e-commerce que, de acordo com os dados de 35 países que participaram da pesquisa, foi o meio responsável por ultrapassar os US$ 2 trilhões em vendas em 2017. Para o ano atual, o crescimento em relação ao anterior deve ser de 15%, o equivalente a US$ 2,442 trilhões.

Outro possível motivo para a migração das pessoas para os meios online é que, cada vez mais, a produção de conteúdo para TV está disponível também na internet. As pessoas têm acesso ao mesmo conteúdo (às vezes até mais completo) de onde estiverem e na hora em que preferirem.

 

Brasileiro e a internet

Quando falamos em consumo, o Brasil segue a tendência mundial de cada vez comprar mais pela internet. De acordo com a PricewaterhouseCoopers (PwC), responsável pelo Global Consumer Insight Survey 2018, 21% das pessoas fazem compras online toda semana, sendo que a maioria deles opta pelo computador (58%), celulares (41%) e tablets (30%). As compras em todas as categorias de produtos cresceram aqui no país e o Brasil aparece como um dos top 10 em intenções de adquirir alimentos por meios digitais.

 

Outro dado relevante sobre a relação da internet na vida das pessoas é que o brasileiro está cada vez mais aberto a receber e usar novas tecnologias, como os chatbots e outras ferramentas de inteligência artificial: 14% já possui um dispositivo do tipo em seu dia a dia e 59% o teriam. Mundialmente, quase 60% das pessoas afirmam não ter interesse nesse tipo de avanço tecnológico. Ou seja, somos um povo digital.

Tratam-se de mudanças comportamentais que afetam diversas esferas do nosso mundo, impactando o comércio, a economia, as relações interpessoais, a indústria, as relações de poder… E estamos só no começo! Com a massificação de inovações como Internet das Coisas, Inteligência Artificial, Realidade Aumentada, entre outras, o mundo vai se transformar ainda mais. Que sorte a nossa de poder construir a história!

 

Leia mais:

 Como a ‘internet das coisas’ vai mudar seu cotidiano em breve

O digital cada vez mais presente na vida dos brasileiros

Agora sim: Cultura Maker é a mais nova revolução industrial que temos notícias

Tecnologia e inovação 0 Comments

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
avatar

wpDiscuz