Conheça as tendências para a área de TI em 2017

Nos despedimos há pouco de 2016. Foi um ano movimentado na área da tecnologia da informação (TI). Impressoras 3D tornaram-se mais acessíveis, a computação em nuvem ganhou espaço e o setor de e-commerce aumentou seu faturamento.

Mas, o que esperar de 2017? Temos algumas pistas. E isso graças a um estudo feito pelo Gartner, que aponta quais são as tendências mais quentes para os próximos 12 meses.

O que esperar da TI? Tecnologias inteligentes

Para o Gartner, uma das macrotendências para 2017 é a de tecnologias inteligentes. Inteligência Artificial (IA) e Machine Learning devem ganhar relevância. Eles passam a substituir os algoritmos tradicionais, baseados em regras, no desenvolvimento de sistemas mais autônomos.

Ou seja, capazes de compreender, aprender, prever e adaptar cenários. Neste contexto, devemos ouvir falar mais sobre robôs, veículos autônomos, assistentes pessoais virtuais, dentre outras aplicações possíveis.

Além disso, podemos esperar que a Internet das Coisas (IoT) esteja mais presente em nossas vidas. Como? por meio de objetos inteligentes. A consultoria acredita que a incorporação de IA e Machine Learning pode fazer com que os objetos assumam comportamentos mais sofisticados.

Inclusive de interação com o ambiente e as pessoas. Um carro conectado, por exemplo, poderá usar um banco de dados próprio, alimentado a cada viagem, para alertá-lo quando os pneus precisarem de troca ou para prever alguma falha em componentes que precisem de revisão.

Tecnologias de interconexão entre o real e o digital

A segunda macrotendência apontada é formada pelas tecnologias que promovem a interconexão do mundo digital com o mundo real. Neste sentido, realidade virtual e aumentada são apostas altas. Isso porque elas transformam a maneira como interagimos uns com os outros e com computadores e softwares.

A consultoria espera que a integração destas tecnologias imersivas com a IoT amplie as possibilidades atuais. Isso faz com que os sistemas se expandam para além de experiências isoladas.

Outra tendência forte nesta área de conexão entre real e digital é a adoção do blockchain pelos setores financeiro e industrial. Como abordamos em outro post, esta tecnologia traz inovação a transações tradicionais, descentralizando o controle de autorizações e certificações, e está sob os holofotes de muitos especialistas em TI.

Plataformas e serviços para o usuário final

Para que o usuário final tenha acesso a estas inovações, serão necessárias plataformas e serviços que sejam capazes de entregar estas tecnologias às pessoas e empresas. O Gartner aposta na evolução da presença de sistemas conversacionais, hoje restritos a chatbots e aparelhos habilitados por microfones como smartphones, tablets, automóveis etc. A ideia é que existam cada vez mais pontos de acesso a este tipo de aplicativo, o que irá transformar nossa experiência digital.

Plataformas de tecnologia digital, capazes de facilitar a criação de negócios no ambiente on-line, também são apostas da consultoria. Foram identificados cinco pontos que as empresas deverão mesclar para permitir novas capacidades e modelos comerciais: sistemas de informação, experiência do cliente, análise e inteligência, a IoT e os ecossistemas comerciais.

 

 

Tecnologia e inovação , , , 2 Comments

Comments (2)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *