Trabalhar com varejo alimentar no Brasil é um desafio gigantesco.

Isso pelo motivo de haver uma quantidade enorme de fornecedores com elevado valor de marca e, consequentemente, poder de negociação.

Dessa forma, os processos de logística e gestão de estoque são complicados.

Isso sem citar os diversos tipos de embalagens, mix de produtos e, é claro, os diferentes regimes tributários. É uma verdadeira missão.

Mas apesar disso, este é um setor que vem crescendo rapidamente e, por isso, precisa de organização e soluções que auxiliem estes processos.

Continue a leitura para saber mais sobre o crescimento do varejo alimentar e quais soluções para um setor integrado. Boa leitura!

Como o varejo alimentar cresceu em um momento de pandemia

Como dissemos, este setor assumiu protagonismo no dia a dia dos consumidores, em parte por causa da pandemia do novo coronavírus.

No ano de 2020, auge das medidas restritivas, o varejo alimentar — super, hiper, mercado, mini, lojas de conveniência, hortifrutis, entre outros — se transformou em um dos únicos pontos de contato das pessoas com o mundo exterior.

Além disso, por serem considerados serviços essenciais, esses estabelecimentos recebeu um fluxo maior de pessoas, o que contribui para o aumento da participação de mercado.

Veja, esta é a consequência direta da pandemia no setor de varejo alimentar.

Como é a participação do setor supermercadista no varejo brasileiro

Segundo o Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo & Mercado de Consumo (Ibevar) e a Fundação Instituto de Administração (FIA), supermercados e hipermercados são responsáveis por cerca de 15% das vendas totais do varejo no Brasil.

E isso não é pouco. Por comparação, o chamado varejo ampliado, setor mais importante da cadeia e que inclui o segmento de veículos, motocicletas, partes e peças e materiais de construção, tem 37,8% do total das vendas.

Vale observar que não há empresas do ramo automotivo entre as maiores do varejo.

Isso mostra o quanto este mercado é diluído e composto também por empresas de menor porte.

Por que empresas do varejo alimentar têm processos desconectados

Curiosamente, a maioria dos players do varejo alimentar ainda conta com processos desconectados de sua cadeia de valor.

Sobretudo na relação com a integração dos setores de compras, vendas, contas a pagar, contas a receber, bancos e adquirentes.

Isso gera impacto negativo nos resultados das empresas e também nos fornecedores.

Em outras palavras, uma cadeia de valor desconexa gera prejuízos e perda de controle dos processos.

E, então, você gostaria de saber o que acontece em cada etapa e ainda melhorar o fluxo de caixa?

Invista em tecnologia, mais precisamente, em um software que integre todos os processos do seu negócio.

Por que a cadeia de valor integrada é uma solução para o setor

Conforme a tecnologia foi avançando, vários setores viram a oportunidade de otimizar seus processos. Principalmente, com o uso de softwares.

É possível obter melhorias na gestão do fluxo de caixa, ampliar a sua rentabilidade, reduzir custos financeiros e equalizar prazos de recebimentos e pagamentos, por exemplo.

Tudo a partir de uma avaliação objetiva do negócio, associada à aplicação de planejamento inteligente e uma automação de processos com resultados já comprovados no mercado.

Sabemos que é possível obter um aumento que pode chegar a 50% na última linha do seu balanço empresarial, o resultado líquido da sua empresa.

São oportunidades para empresas de um setor com alto nível de complexidade e que está em pleno crescimento.

Agora é hora de buscar alternativas que melhorem margens e reduzam riscos.

Corrigir rotas, desvincular receitas dos determinantes tradicionais e estar totalmente equilibrado entre os interesses do negócio e os novos hábitos de consumo.

Tudo isso sem esquecer que este setor emprega cerca de 26% dos trabalhadores com carteira assinada no país, um contingente de mais de 8,5 milhões de pessoas.

Quais são os desafios e responsabilidades do setor

Dessa forma, entendemos que o desafio e a responsabilidade são grandes.

Mas com o auxílio de soluções inteligentes e automatizadas, é possível atravessar qualquer turbulência no caminho e manter constante a rota para o crescimento exponencial.

Contudo, juntamente com a tecnologia, nós da Nexxera, caminhamos juntos.

Entendemos a necessidade de um software que contemple todos os processos de uma cadeia de valor.

E, para atender empresas que precisam passar por essa transformação digital do seu setor, criamos o Hubly.

Nosso software que pode auxiliar você em várias etapas do seu negócio, bem como auxiliar fornecedores.

Dessa forma, pensamos na situação atual de pandemia e resolvemos criar o movimento Open Supply Nexxera, que está intimamente ligado com a plataforma Hubly.

Ela está disponível para o setor de varejo alimentar. Entre em contato com um de nossos nexxialistas!

Recomendados para você

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.